Sala de
Imprensa

Fechar
25.10.2017
Chef Paratella Matheus abre novo restaurante em BH

D’ Agostim Di Paratella será inspirado nas famosas trattorias, com ambiente intimista e acolhedor.

Pratos vão reunir sabor da tradicional gastronomia italiana

 

Conhecido no circuito gastronômico de Belo Horizonte por suas deliciosas massas artesanais, o chef Paratella Matheus acaba de inaugurar, juntamente com o sócio Thiago Parreiras, seu mais novo restaurante em terras mineiras, o D’ Agostim Di Paratella. A casa, que chega à capital para ser uma representante da genuína culinária italiana, está instalada na Rua Bernardo Guimarães, 2520, bairro de Lourdes, uma das regiões mais nobres da cidade.

A união dos dois empresários partiu da iniciativa empreendedora de Thiago, que já possuía uma cafeteria no local, mas decidiu expandir os negócios para atender uma demanda dos clientes. “A princípio, além do café, passei a colocar almoço no cardápio. Depois de um certo tempo comecei a oferecer jantar”, conta. Ao perceber que a casa estava adquirindo um novo formato, ganhando uma nova estrutura, Parreiras partiu em busca de um parceiro que tivesse expertise na gastronomia. Foi aí que um funcionário com quem ele já havia trabalhado, e que também estará na equipe do D’ Agostim, indicou Matheus Paratella. “Fizemos diversas reuniões e a afinidade em torno dos propósitos e expectativas, tanto a curto quanto a longo prazo, foi imediata. O Matheus é um excelente profissional e acredito que a credibilidade que ele carrega em seu nome será um ótimo diferencial para fomentar o negócio e nos proporcionar um crescimento assertivo”, analisa Thiago, que ficará responsável pela parte administrativa, deixando a cozinha por conta do sócio.

  

Casa vai apostar em ambiente acolhedor e cardápio genuinamente italiano

Segundo o chef Paratella, o estabelecimento será inspirado nas famosas trattorias italianas, com ambiente bastante intimista. “Nossa proposta é aliar ingredientes de qualidade com um atendimento acolhedor, de forma que o cliente se sinta em casa”, revela. Cerca de 90% dos pratos serão típicos da Itália. Todos feitos na hora. A equipe de profissionais responsáveis pela cozinha e atendimento no salão também veio quase toda do antigo restaurante do chef.

Até a estrutura do cardápio é similar à de uma autêntica cucina italiana, com aperitivos, antepastos, primeiro e segundo prato, além da sobremesa. Matheus acrescenta que irá trabalhar com produtos sazonais, típicos de cada estação.

Na carta de aperitivos, destaque para a tábua de embutidos e queijos italianos (R$ 38); a La margherita (R$ 26); e a olive all’ ascolane, R$ 24, (azeitonas recheadas com carne bovina e suína empanadas, típicas da região de Marche, na costa do Mar Adriático, ao centro da icônica “bota”, que forma o mapa da Itália).

Entre os antepastos, haverá três opções: o la mia caprese, R$ 34 (envolto de tomate delicadamente recheado de burrata, acompanhado de pesto de basílico e anchova); a carne cruda battuta al coltello, R$ 36 (carne crua cortada delicadamente na faca, tipicamente da região do Piemonte, finalizada com toque do  Chef); e a insalatina di piovra e cannellini, R$ 40 (salada de polvo e feijão branco servida com molho citronete a base de limão siciliano e azeite extra-virgem).

Já o Risoto ao funghi, deglassado com vinho branco e finalizado com cogumelos Trifolati (R$ 45); a massa fresca artesanal salteada com ragu branco de coelho (R$ 44); e a massa recheada com as carnes de boi, porco e coelho e servida com os molhos das três são as pedidas para o primeiro prato. “Esta última opção, por exemplo, também é encontrada em Piemonte”, acrescenta o chef.

Os segundos pratos reúnem ingredientes mais litorâneos. Entre eles está o Baccalá alla Vicentina, R$ 72 (posta de bacalhau refogada com cebola, salsa e creme fresco, acompanhado de polenta); um peixe do dia servido com batatas amassadas e cogumelos em duas texturas, (R$ 69); o filé mignon suíno acompanhado de legumes grelhados e molho de ervas (R$ 65); e o  Manzo Sscottato grelhado, fatiado e servido com salada da estação, (R$ 69). Tiramisù (R$ 26), gelato artesanal (R$ 17), servido em parceria com a Alessa Gelato e Caffé, além da tradicional Bavarese (R$ 24), um doce a base de creme inglês ou de fruta e chantilly finalizados com ingredientes sazonais, são as delícias disponíveis para sobremesa.

O restaurante vai oferecer também um menu degustação em cinco tempos, para duas pessoas, no valor de R$ 290, com aperitivo, antepasto, primeiro/ segundo prato e sobremesa, para aqueles que querem ter uma experiência mais dinâmica das iguarias servidas na casa.

Um chef curioso e com a gastronomia no DNA

Neto e bisneto de italianos, Matheus Paratella nasceu em Belo Horizonte, no final dos anos 70. Aos 10 anos de idade, conseguiu a cidadania italiana e aos 14 mudou-se para o país de seus antepassados com os pais e os quatro irmãos para estudar. Ao chegar na terra da Tarantela, conseguiu um emprego em uma pizzaria, na cidade de Alba, região do Piemonte, onde morou por mais de 20 anos. “A princípio lavava pratos, ajudava o pizzaiolo e servia às mesas. Porém eu gostava mesmo era de ficar na cozinha”, relembra o chef, afirmando que essa paixão pela gastronomia vem de família. “Minhas tias são de Montes Claros. Elas, por exemplo, são professoras de gastronomia. Está no sangue”.

Durante o tempo em que esteve na Itália, Matheus acumulou diversas experiências na cozinha. Mas foi em uma delas, num hotel em uma região montanhosa, na cidade de Acceglio, que ele começou a despertar seu gosto pela criação de receitas. “Lavava os pratos do estabelecimento, mas sempre dava um jeito de ficar atento ao que os chefs preparavam. Anotava tudo para chegar em casa e fazer a releitura. Aos poucos fui me apaixonando”, conta.

Ao terminar o ensino fundamental, já decidido sobre os rumos profissionais que iria tomar, Paratella se inscreveu em uma das faculdades mais renomadas de gastronomia, na época, localizada na cidade italiana de Barolo, onde ficou por dois anos, conciliando os estudos com o trabalho nos fins de semana. Depois de formado, ultrapassou as fronteiras italianas, chegando a trabalhar em países como Canadá, Alemanha, e França, sempre na cozinha. “No início da minha carreira procurei trabalhar por temporadas. Ia para o litoral no verão e no inverno para as montanhas. Dessa forma adquiria experiência e, ao mesmo tempo, tinha contato com diversas culturas”.

De volta ao Brasil, em 2003, Paratella teve uma passagem também pela cozinha do famoso hotel Ouro Minas, na região Nordeste de BH. Mas seu retorno definitivo aconteceu somente em 2013, quando teve a oportunidade de chefiar nos restaurantes Trindade e Alma Chef, até inaugurar sua primeira casa, no Buritis.

Vencedor de reality de culinária

Em maio deste ano, Matheus Paratella foi o grande vencedor da segunda temporada do “Fecha a Conta”, no programa “Mais Você”, da Rede Globo. O mineiro enfrentou cinco fortes concorrentes e levou o valor que conseguiu economizar durante as provas, além de um troféu do reality, cujo tema foi massas artesanais. “Foi uma emoção muito grande participar dessa competição. Faria do mesmo jeito, com muita determinação. Só tenho a agradecer”, afirma Matheus, que disputou a grande final com a chef carioca Helena Murucci.

Serviço:

 

Inauguração do restaurante D’ Agostim Di Paratella

Rua Bernardo Guimarães, 2520 – bairro de Lourdes

Reservas: (31) 3347-7126

Horário de funcionamento: Consultar horários

Não aceitamos os cartões Amex, refeição e alimentação

Desconto de 10% sobre o valor dos produtos para pagamento em dinheiro.

Estacionamento com manobrista: Não

Lugares: 40

Acesso para pessoas com deficiência: Sim

ASSESSORIA DE IMPRENSA:

Agenda Comunicação Integrada

Jornalista responsável: Maíra Rolim

Contato: (31) 3021-0204 | (31) 9 9120-1068

WhatsApp: (31) 9 8500-1358

Facebook e Instagram/agendacomunicacao

www.agendacomunica.com.br