Sala de
Imprensa

Fechar
25.01.2018
Lanches saudáveis para a volta às aulas

Nutricionista dá dicas de como preparar lanches nutritivos e saborosos. Além disso, três receitas que irão encantar a criançada no lanche escolar

 

O mês de fevereiro já se aproxima e com ele a volta às aulas. O fim das férias pode ser um momento complicado para os pais, quando o assunto é montar a lancheira dos filhos. Isso porque as crianças em idade escolar já manifestam seus gostos e, muitas vezes, dão preferência para os alimentos calóricos, como refrigerantes, salgadinhos e doces. Mas como atrair a atenção e, principalmente, o paladar da garotada para os lanches saudáveis?

A atenção se torna ainda mais importante quando nos deparamos com um cenário de obesidade que cresce, cada vez mais, em nosso país. Segundo um relatório divulgado recentemente pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e pela Organização Pan-americana de Saúde (Opas) mais da metade da população brasileira está com sobrepeso e a obesidade já atinge 20% das pessoas adultas no país. Outro dado do documento, elaborado com bases em números da Organização Mundial de Saúde (OMS), mostrou o aumento do sobrepeso infantil, em que aproximadamente 7,3% das crianças menores de cinco anos estão com quilinhos a mais.

A dica da nutricionista Júlia Mendoza, especialista em nutrição clínica, esportiva e estética, é usar a criatividade e sempre inovar na hora de montar a lancheira. “Com a correria do dia a dia se torna ainda mais difícil criar receitas diversas e que ainda sejam saborosas e saudáveis para as crianças. Por isso, o importante é optar por ingredientes mais nutritivos e preparar lanches que sejam rápidos e práticos para o cotidiano”, comenta.

O ideal, segundo a especialista, é sempre unir alimentos que contenham carboidratos, gorduras boas e proteínas, e explica o porquê desta combinação: “Quando a criança consome alimentos ricos em nutrientes, terá energia e vitaminas suficientes para desfrutar das brincadeiras na escola e concentrar-se nas atividades, além de fortalecer seu sistema imunológico.”

As fontes de proteínas, conforme aponta Mendoza, são encontradas nas carnes, além do leite e derivados. As gorduras boas também não devem ficar de fora e podem ser consumidas nas castanhas, nozes, abacate e azeite. Para finalizar, os carboidratos, representados pelos pães, cereais e frutas.

Outra alternativa interessante é chamar as crianças para ajudar na preparação do lanche. “Além de ser um momento de distração e diversão, este hábito fará com que elas conheçam os alimentos e optem por aqueles mais saudáveis”, ressalta.

Os hábitos alimentares saudáveis devem, sim, ser incentivados desde a infância pelos pais, porém até mesmo a justiça tem sido parceria nesta questão. Prova disso, é a lei, sancionada pelo senador Aécio Neves, que entrou em vigor em março de 2010, quando ele ainda ocupava o cargo de Governador de Minas Gerais. O texto regulamenta a proibição da venda de alimentos gordurosos e produzidos com gordura saturada e trans em escolas públicas e privadas. A lei tem o objetivo de estimular a alimentação saudável e ajudar os pais nesta árdua tarefa, já que na escola eles não têm controle do que é consumido pelos filhos.

A nutricionista Júlia salienta que esta ação é de extrema importância: “É uma grande vitória este modelo de lei. Tenho certeza que pais mais atentos à alimentação do filho, que priorizam sempre os alimentos nutritivos, contribuem para o futuro de nossas crianças. Afinal, teremos adultos mais saudáveis, com menores riscos de doenças e maior expectativa de vida”, finaliza.

Receita 1 – Mousse de chocolate saudável

Ingredientes:

– Um abacate maduro

– 1 colher de sopa de cacau em pó

– 1 colher de sopa de açúcar mascavo, demerara ou adoçante

Modo de preparo:

– Colocar todos os ingredientes no liquidificador, processar e levar até a geladeira.

 

O chocolate é paixão para a maioria das crianças, sendo que a preferência delas é quase unânime pelos mais adocicados. Por isso, o conselho da nutricionista Júlia Mendoza é que os pais substituam o achocolatado pelo cacau em pó e pelo açúcar mascavo, e assim preparem um mousse saboroso. “Não devemos somente privar as crianças, mas, sim, ensiná-las que os alimentos saudáveis são mais benéficos e que com substituições simples elas poderão desfrutar do que mais gostam”, explica. Ela ainda salienta que o cacau em pó no lugar do achocolatado é melhor, pois não contém açúcar e traz o sabor do chocolate mais acentuado e forte. Já o açúcar mascavo é uma escolha mais certeira, uma vez que este alimento é mais nutritivo e possui mais minerais, comparado ao açúcar branco.

 

Receita 2 – Pasta de atum saudável

Ingredientes:

– 1 colher de sopa de cream cheese

– 3 colheres de sopa de atum em lata

– 1 cenoura pequena ralada

– Pimenta biquinho a gosto

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes e leve à geladeira. A pasta pode ser usada para rechear bisnagas, pães ou torradas. Dê preferência para os integrais.

 

Quem não gosta de pães com recheios ou aquele patê para complementar a torradinha? A garotada não fica de fora quando o assunto é rechear a bisnaguinha, que eles tanto gostam. Júlia evidencia que o atum é uma ótima opção para as pastas, afinal o peixe é rico em valor nutricional, além de possuir ômega-3, que é um tipo de gordura saudável.

 

Receita 3 – Refrigerante de laranja saudável

Ingredientes:

– 3 cenouras

– ½ copo de suco de limão rosa

– 1 laranja pêra

– Açúcar demerara ou adoçante

– 1 litro de água gelada filtrada

– 1 litro de água gasosa

Modo de preparo:

Rale as cenouras (ralo fino), descasque a laranja e a corte em pequenos pedaços. Depois junte todos os ingredientes no liquidificador, exceto a água gasosa. Vale lembrar que o açúcar ou adoçante são à gosto. Bata por alguns minutos, coe e misture a água com gás. Está pronto! Sirva gelado.

 

A gastronomia explora dois sentidos: a visão e o paladar. Muito mais do que sentir os sabores de um alimento, a apresentação e o aspecto visual de um prato são essenciais para atrair a atenção do consumidor, e com as crianças também é assim. Elas amam refrigerantes e as colorações fortes e específicas, de cada um deles, são reconhecidas de longe pelos “baixinhos”. Mas como substituí-los, então? Fácil, prepare um refrigerante saudável, mas continue com a coloração forte e, assim, o encanto será o mesmo. A nutricionista explica que além de ajudar na ingestão de líquido, com o acréscimo de água, o refrigerante de laranja saudável propicia maior ganho de nutrientes com a presença das frutas e do legume.

 

Assessoria de Imprensa:

 

Agenda Comunicação Integrada

Jornalistas responsáveis: Maíra Rolim e Daniel de Andrade

Contato: (31) 3021-0204/ 9 9120-1068 / 9 7348-9500

Whatsapp: (31) 9 8500-1358

Site: www.agendacomunica.com.br