Sala de
Imprensa

Fechar
14.03.2018
Nutricionista explica as melhores e piores versões do chocolate

Chocolate é a tentação gastronômica da Páscoa. Entenda as características dos principais sabores e aprenda a controlar o desejo

          Para quem ama chocolate a páscoa é um verdadeiro paraíso. Já para aqueles que estão lutando contra a balança, a data pode ser o pesadelo. Independentemente de qual grupo você se encaixe, uma coisa é certa: são inúmeras as opções de ovos de chocolate e muitos com alto teor de calorias.

Meio amargo, ao leite, em pó, com frutas, orgânico, alfarroba. Essas são algumas versões do chocolate, que ganham ainda mais variáveis neste período. Resistir a eles é quase impossível, porém a nutricionista Júlia Mendoza salienta que é possível, sim, aproveitar a época mais doce do ano sem comprometer a dieta: “É preciso apenas saber escolher. Optar pelos chocolates com menos gordura e menor teor de calorias é o ideal”, explica.

O chocolate ao leite, que é o mais consumido pelas pessoas, por exemplo, é feito com pasta de cacau, leite e açúcar. O teor de cacau, segundo Júlia, pode variar de acordo com cada fabricante, mas, geralmente, fica próximo a 25%.  “Um tablete de 30g de chocolate ao leite puro, sem castanhas ou frutas cristalizadas, fornece 162kcal. Já uma barra de 120g contém 648kcal”, informa.

Do outro lado temos outro queridinho, o chocolate branco. De acordo com Mendoza, este é o tipo mais prejudicial à saúde e que a melhor opção é sempre optar por não consumi-lo. “O chocolate branco é produzido a partir da manteiga de cacau, e por isso é rico em açúcar e gordura, sendo a versão menos benéfica à saúde. Em alguns casos, por exemplo, a manteiga é substituída por gordura vegetal hidrogenada, um tipo de ácido graxo que pode conter gorduras trans, nocivas à saúde.”, salienta. Uma porção de 30g do chocolate branco equivale a 170kcal enquanto uma barra de 120g a 680 kcal.

Já os chocolates amargos e meio amargos são ótimas opções para quem deseja matar a vontade de comer doce sem ingerir muito açúcar. “O meio amargo tem uma porcentagem maior de cacau, possui menos açúcar, é menos calórico e mais saudável na comparação com a versão ao leite. Já o amargo se caracteriza por conter pouco açúcar e uma concentração de cacau acima de 50%”, conta a nutricionista.

O chocolate meio amargo, um dos mais utilizados para o preparo de doces, possui 150 kcal em uma porção de 30g, e 603 kcal para 120g. Em contrapartida, o amargo, que é produzido a partir de sementes de cacau e uma quantidade mínima de manteiga de cacau, é rico em flavonóides e se consumido com moderação (dois a três quadradinhos por dia, ou seja, mais ou menos, 15g) pode trazer benefícios à saúde.

Para aqueles que possuem restrição ao consumo de açúcares, como os diabéticos, o chocolate diet pode ser uma boa opção, apesar de ser, na verdade, bastante calórico, como explica Júlia: “A razão é que, para compensar a perda de sabor e consistência que ocorre com a retirada do açúcar, os fabricantes acrescentam maiores quantidades de gordura e sódio à receita, tornando-o menos nutritivo que o chocolate ao leite, por exemplo.”

Mas para aqueles que não querem consumir nenhuma quantidade de açúcar e continuar firme com a dieta na Páscoa, a dica valiosa da nutricionista é escolher, sem medo, o chocolate de alfarroba. A alfarroba é uma vagem, nativa do Mediterrâneo, em que se extrai a polpa, que será torrada e posteriormente, moída. “Esse pó é a matéria prima utilizada em substituição ao cacau”, explica Júlia. Enquanto o chocolate de cacau possui 45% de açúcar, a alfarroba tem 38% e ainda apresenta sabor adocicado, o que isenta a necessidade da adição de açúcar durante seu processamento. Os benefícios não terminam por aí: o chocolate de alfarroba não contém lactose, açúcar, cacau e nem glúten. Ele também está livre de cafeína e teobromina.

Com apenas 0.7% de gordura, o chocolate de alfarroba, é um dos menos calóricos e se diferencia por ser rico em fibras. É encontrado em tabletes, em pó ou na forma de bombons.

Chocolates em pó

 

Versões de chocolate em pó também podem ser encontradas em diferentes tipos e classificadas negativamente e positivamente. O achocolatado em pó, por exemplo, possui um teor de cacau menor e uma grande quantidade de açúcar. Uma colher possui 49 kcal e uma xícara 619 kcal. Já o cacau em pó, como o próprio nome diz, tem 100% de cacau e traz todos os benefícios do chocolate, sem o excesso de açúcar e gordura do doce. Uma colher (13g) tem 20 kcal ou uma xícara (165g) equivale a 260 kcal.

É possível fugir do chocolate

 

A dica infalível da nutricionista Júlia Mendoza para quem está tentando diminuir a vontade de comer doces é sempre deixar um pedaço de chocolate amargo ou extra amargo na bolsa e consumir dois quadradinhos quando o desejo aparecer.

Pesquisas sugerem que cheirar o chocolate antes de mordê-lo pode ajudar o cérebro a se sentir saciado com uma quantidade menor do alimento. “Na próxima vez que bater aquela vontade incontrolável de devorar um doce, pegue um pedaço de chocolate e o cheire por pelo menos, três minutos, antes de levá-lo à boca. A seguir, passe a mastigar bem lentamente, pois o cérebro precisa de um determinado tempo para enviar o sinal de saciedade”, revela Júlia.

Mas caso a vontade seja de comer chocolate, consuma um pedaço do chocolate puro, evitando sobremesas mais calóricas, como a trufa, a bomba de chocolate ou o mousse, que além do excesso de açúcar ainda contêm muita gordura saturada. “Evite, sempre que possível, os chocolates com biscoitos, leite condensado, licor e demais recheios, que só aumentam as calorias do chocolate sem trazer benefícios à saúde”, finaliza a nutricionista.

 

Veja algumas calorias de preparos com chocolate:

Bolo de chocolate (1 fatia de 50 g): 171 kcal

Mousse de chocolate (1 colher cheia): 94 kcal

Trufa (unidade de 50g): 235 kcal

Bomba de chocolate: 125 kcal

Brigadeiro (unidade de 30g): 100 kcal

Chocolate quente adoçado (200ml): 260 kcal

Chocolate quente com leite desnatado, sem açúcar (200 ml): 74 kcal

Amendoim coberto de chocolate (porção de 30g): 160 kcal

Picolé de chocolate: 102 kcal

Calda de chocolate (colher): 28 kcal

Assessoria de Imprensa:

 

Agenda Comunicação Integrada

Jornalistas responsáveis: Maíra Rolim e Daniel de Andrade

Contato: (31) 3021-0204/ 9 9120-1068 / 9 7348-9500

Whatsapp: (31) 9 8500-1358

Site: www.agendacomunica.com.br