Sala de
Imprensa

Fechar
17.11.2017
Restaurantes de BH esperam aumentar faturamento com festas de confraternização das empresas

Preços acessíveis, descontos para grupos e possibilidade de negociação são estratégias adotadas pelos estabelecimentos para fisgar empresas que estão em busca de locais para comemorações pré-natalinas

Fim do ano batendo as portas e, com isso, bares e restaurantes de Belo Horizonte estão otimistas quanto ao faturamento que será obtido por meio das festas de confraternização das empresas.

O restaurante Baby Beef, por exemplo, tradicional churrascaria localizada no bairro União, região Nordeste da capital mineira, já fechou contrato com 50 empresas de diversas localidades e também de municípios da região metropolitana, como Betim e Contagem, que começam a fazer suas comemorações a partir deste mês.

Segundo o gerente Yago Furlan, para atraí-las, são oferecidas condições especiais e valores acessíveis para os pacotes. Quanto maior o número de pessoas que participam da confraternização, mais generoso é o desconto, que pode chegar até 30% sobre o preço dos produtos da casa, incluindo o rodízio. “Temos pacote com ou sem bebida alcoólica e com ou sem sobremesa. Dessa forma, oferecemos aos empresários a chance deles escolherem o que mais se encaixa em seus orçamentos”, afirma. Por causa do ‘up’ dos eventos corporativos, a estimativa de crescimento no faturamento do Baby Beef em novembro e dezembro é de 15% em relação aos demais meses do ano.

Este período é tão promissor, que uma das propostas futuras da casa é levar a equipe de garçons e cozinheiros para as empresas interessadas em contar com o serviço do Baby Beef em suas festas, no local escolhido pelas corporações. “Assim vamos expandir nossa marca e aproximá-la do público”, acrescenta Yago.

Outro restaurante que, antes mesmo de começar o mês de dezembro já tem motivos para comemorar a receita que será gerada no período pré-natalino, é a Osteria Degli Angeli, no bairro Anchieta, região Centro-Sul.

De acordo com o chef e proprietário Rômulo Perdigão, 12 empresas, com cerca de 20 a 30 funcionários cada, já escolheram a casa, especializada em massas artesanais, como local de suas festas de confraternização, um aumento de 15 a 20% na receita, em comparação aos 10 últimos meses. Elas são de diversos segmentos, entre eles mineração, serviços de consultoria e contabilidade. “Oferecemos pacotes específicos nessas ocasiões mais informais. Mas nosso carro chefe são as entradas. Por isso, tenho um pacote, por exemplo, com entradas à vontade”, afirma.

Até a semana que antecede o natal, período no qual as confraternizações ‘explodem’ na cidade, Rômulo espera fechar com mais 18 empresas. Para atrair os empresários ele investe maciçamente na divulgação da casa por redes sociais e através do famoso ‘boca a boca’ pelos próprios clientes da casa, que já conhecem o estabelecimento e o indicam em seus locais de trabalho.

O chef italiano Maurizio Gallo, dono do restaurante de mesmo nome, com duas unidades na região Centro-Sul, também está otimista com a proximidade do fim de ano. O estabelecimento do bairro de Lourdes, com lugar para 90 pessoas e especializado na culinária italiana, já foi procurado por três empresas, entre elas uma seguradora e uma clínica médica. “Vou oferecer um menu com massas, além de entrada e sobremesa a preços mais acessíveis, R$ 50 por pessoa”, conta. A estimativa de crescimento na receita do restaurante neste período, na comparação com os últimos três meses, é de 15%. Ele também oferece pratos prontos para levar para casa, em pirex da empresa.

 

Presidente da Abrasel estimula flexibilidade na negociação entre restaurantes e empresas

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel-MG), Ricardo Rodrigues, a estimativa de crescimento na receita dos estabelecimentos associados à entidade, em virtude dos encontros corporativos de dezembro, é de cerca de 20%. E uma das palavras de ordem para atrair este público é negociar. “Como estamos vivenciando um período de crise, onde os empresários apertam mais o bolso e muitas vezes abrem mão das confraternizações, é fundamental que os donos de restaurante sejam capazes de criar condições flexíveis”, afirma Rodrigues. Ele, que também é proprietário do restaurante Maria das Tranças, no bairro São Francisco, região da Pampulha, e no bairro Funcionários, revela que as casas trabalham da seguinte forma nesta época: perguntam ao contratante como ele pode pagar. “Dessa maneira, tentamos montar uma proposta dentro do orçamento da empresa, o que aumenta mais as chances de fechamento de contratos. O que não dá é para trabalhar com uma estrutura engessada, com preços fixos, que não vão de encontro ao atual cenário”, finaliza.

Serviço:

Baby Beef BH

Endereço: Avenida Cristiano Machado, 4000 – União, Belo Horizonte – MG (no estacionamento do Hipermercado Extra, ao lado do Minas Shopping)

Reservas: (31) 3426-1100

Osteria Degli Angeli

Endereço: Rua Francisco Deslandes, 156 – Anchieta

Reservas pelo WhatsApp: (31) 9 8803-1993

Restaurante Maurizio Gallo

Endereços: Rua dos Aimorés, 2305 – Lourdes

Av. Nossa Senhora do Carmo, 860 – São Pedro

Telefone para reservas: (31) 2514-3020 ou 2555-5432

Assessoria de Imprensa:

 

Agenda Comunicação Integrada

Jornalista responsável: Daniel de Andrade

Contato: (31) 3021-0204/ 9 9120-1068 / 9 7348-9500

Whatsapp: (31) 9 8500-1358

Site: www.agendacomunica.com.br